Transplante capilar FUE tem alteração no nome

Em 6 de março de 2018, a Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar anunciou uma atualização da terminologia da técnica de transplante capilar FUE.

A técnica de transplante capilar FUE historicamente significava “Extração de Unidade Folicular“, mas agora foi alterado para “Excisão de Unidade Folicular”

A mudança na terminologia destina-se a enfatizar a natureza cirúrgica do procedimento.

Em uma Excisão de Unidade Folicular (FUE), uma “incisão” é feita primeiramente em torno de cada unidade folicular com um mecanismo de perfuração que a separa do tecido circundante. 

transplante capilar fue

As unidades isoladas são então “extraídas” do couro cabeludo. Uma vez removidos da área doadora, os enxertos da unidade folicular são colocados na região receptora do couro cabeludo. 

Assim, a Unidade Folicular possui dois componentes: incisão e extração. 

A parte da incisão do procedimento é o que classifica o transplante capilar FUE como um procedimento cirúrgico.

Uma pesquisa de membros da Sociedade Internacional de Cirurgia de Restauração Capilar realizada em 2017 mostra que um total de 635.189 procedimentos de transplante capilar foram realizados em 2016; isso representa um aumento de 60% em relação a 2014.

Transplante capilar FUE- logo ISHRS

A pesquisa indicou que 92,5% dos membros da ISHRS realizam o Transplante capilar utilizando a excisão da unidade folicular (FUE) .

A ISHRS é uma organização global sem fins lucrativos de transplante capilar com mais de 1.200 membros em 70 países. 

Desde a sua criação em 1993, a ISHRS tem se dedicado a alcançar a excelência nos resultados dos pacientes, promovendo o mais alto padrão de atendimento ao paciente, ética médica e pesquisa na indústria de restauração capilar.

By | 2018-07-03T15:51:20-03:00 Março 7th, 2018|Categories: Notícias|Tags: , , , |0 Comments

About the Author:

Leave A Comment